Sobre eu e você

28.09.2015


Com você é diferente porque quando estamos juntos, não existem aquelas sensações do tipo que ocorrem na paixão; como mãos suando, tremedeira e nervosismo. 

Sinto algo, é uma sensação boa. Mas também há medo, medo de não poder te ver outra vez, de te perder pra sempre. Medo de você estar agindo por impulso e não por amor.  Tenho medo que dê errado. Medo que saiamos magoados no final.
Não sei porquê, mas quanto mais nos afastamos, mais ficamos perto. E não adianta fugir, porque sempre acontece algo que te põe pra perto de mim outra vez. E dizer assim não quer dizer que não quero ficar perto de você, confesso que muitas vezes eu que te procurei. Mas, nós dois sabemos, que por mais que exista sentimento no "nós", achamos que o melhor é ficar longe. 
O que mais pega nisso tudo, é que nossa ligação é forte, e mesmo que a gente não diga, as pessoas percebem isso em nós, e nós sabemos disso.  
Antes de conhecerem você, e de saberem de nós, eu falava para as minhas amigas de um menino do curso de Comunicação Visual que foi meu amigo - você, avá. Depois disso, começaram a dizer que eu era apaixonada por você.  
Outra vez, uma menina que eu nunca havia visto me perguntou se eu já te conhecia. Surpresa, disse que sim e perguntei o porquê daquela pergunta, ela disse que parecia que nós nos conhecíamos há anos, porque parecíamos "ter uma ligação".
Ontem, na segunda sessão das animações, ficamos sentados no chão pouco a frente da platéia. Você estava sentado na minha frente, entre as minhas pernas. Eu te abraçava, e ficava pensando que talvez nunca haveria outro momento como esse, e que Segunda-feira voltaria a ser tudo como era antes (cada um pro seu canto, Oi e Tchau). Toda vez que pensava nisso, te abraçava forte e encostava minha cabeça nos seus ombros. Queria chorar. Nunca senti tanto medo e receio ao mesmo tempo. Foi indescritivelmente fofo e ao mesmo tempo angustiante.  
Queria você por perto. Te tive, em milhões de oportunidades. Te perdi, por medo. 

Parabéns Nathalia. 

Postagens mais visitadas deste blog

Sinta a sua dor - DIÁRIO #1

o que você fez com a sua dor? - da página Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente

Coaxos no Bairro