O Sonho da Minha Vida

Era fim de aulas, mais ou menos entre o fim de outubro e o início de Novembro de 2016

Bom, ontem nós estávamos no canto direito da estação de Carapicuíba, entre os telefones e a barra esquerda que sustentava um dos painéis ali presentes, como sempre. Não há como descrever tudo que houve ali, minha memória falha não garante tantos detalhes e informações. Mesmo estes que sejam extremamente importantes pra mim. Como este que falei para ele, e que vou lhes falar agora.
  
Ontem pela manhã ao voltar de uma comissão do interclasses do Toufic, sentei perto á Beatriz e á Carol, que ocupavam os espaços pouco mais a frente do professor. Enquanto conversava com elas, ficava ouvindo a conversa super interessante que o Tom estava tendo com o Tiago, mas que tomou minha total atenção apenas quando a Samanta chegou tirando dúvidas sobre uma questão da Fuvest

Fuvest, a palavra que tomou minha atenção. Neste momento o Tom falou sobre técnicas para responder questões, das quais eu utilizo, e que fiquei muito feliz por fazer "certo". Também pedi ajuda a ele quanto as provas da fuvest.

Lá pela noite, ao lembrar dessa conversa, e do quão a prova da fuvest é importante pro meu futuro, pensei novamente sobre qual faculdade fazer. E fiquei triste ao me tocar que meu sonho é medicina. Acho que nesse caso de passar em medicina, se aplica a mim o que minha professora de matemática prega "as pessoas ouviram tanto que matemática é difícil, que acabam acreditando que isso é verdade". O fato é que não admito que é isso que quero pra minha vida porque tenho medo de não conseguir. 

O problema é que não gosto de incertezas. E se eu soubesse que passaria na USP pra Medicina, se eu tivesse a certeza, não importa se eu demorasse 5 anos estudando só para o vestibular. Se eu tivesse essa certeza, talvez abandonaria tudo só pra estudar. Talvez esse curso seja a única coisa no mundo em que eu daria qualquer coisa pra ter/fazer. E isso me desespera porque não consigo admitir isso pra mim mesma. 
Não lembro de mais nada do que ia falar. 

*Nomes figurativos

Postagens mais visitadas deste blog

Sinta a sua dor - DIÁRIO #1

o que você fez com a sua dor? - da página Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente

Coaxos no Bairro